Tag Archive | feliz

Um Presente de Deus

Esse presente ainda teve um gostinho mais especial… Foi acompanhado da melhor mãe do mundo! 😀

Anúncios

Uma pequena surpresa

A pequena Camila, filhinha da Paz, nasceu em 16 de Dezembro, nesse último dia 16 ela completou 6 meses de vida! Lindinha!

Shereen e eu resolvemos preparar uma pequena e singela festinha surpresa! A primeira de muitas da pequena Camila.

Enfeitamos a casa com algumas bexigas coloridas, um chá geladinho para nos refrescar nessa tarde quente e uma torta de chocolate fondant delícia, porque ninguém é de ferro, vamos combinar! 🙂

A Paz ficou de passar em casa para deixar algumas coisas e pegar outras às 15h30, então a Shereen chegou às 15h15. Mas nossa querida amiga é assim… meio enrolada… chegando em casa próximo das 17h20 e… Surpresa!!!!

Olha a carinha de feliz delas

As cores encantam os pequenos

Mamãe e tia Shereen orgulhosas 🙂

Fala sério se não dá uma vontade incontrolável de morder essa gostosura?

Final Feliz

Hoje acordei cedo, dei comidinha e água para meu pequeno hóspede e me arrumei para levá-lo para passear.

Coloquei-o em uma caixinha menor para poder facilmente carregá-lo e lá fomos nós dois. Primeiro passamos na Vlerick (a escola com o Dú está fazendo o MBA), pois tinha que tirar cópia de dois documentos… E foi lá que tudo começou. Enquanto subia as escadas o bichinho começou a piar e todos ficaram me olhando com um olhar: “What the hell is that?“… E foi assim até o fim da minha jornada.

No caminho para a estação de trem o patinho não parou quieto, quando não piava, pulava. Até o momento que pulou tão forte que ficou com a cabeça presa entre as abas da caixa de papelão. Pode uma coisa dessas? E eu achando que ia matar o coitado.

Na estão de trem, no trem, na estação de metro, no metro e na rua todos me olhavam segurando a caixinha com cuidado e acho que pensavam que eu era uma terrorista até ouvirem um piadinho bem fininho, aí a expressão mudava para: “What the hell is that?” 🙂 Nunca me diverti tanto sozinha!

Ufa! Depois de 1h30 cheguei ao CROH, a instituição que recebe animais silvestres que o amigo belga do Dú indicou. Fui recebida por uma senhora que não falava inglês, então tentei o francês, mas a senhora ficou tão feliz quando viu o patinho que desparou a falar de um jeito que não pude entender lhufas… Pediu para seguí-la e chegamos a um corredor forrado de gaiolas em uma das paredes. Uma outra senhora estava lá. A primeira comentou algo em francês (mas pela euforia foi impossível entender) e a segunda senhora abriu um, sorriso enorme. Nessa hora me perguntei: “Nossa mas que diabos está acontecendo que elas estão tão felizes!” Foi então que apontaram para uma gaiola e quando olhei… mmmm… Era o irmãozinho do patinho! Igualzinho! 😀

A senhora não teve dúvida, abriu a caixinha que estava ainda na minha mão, pegou o pequeno e o colocou na gaiola junto com o irmãozinho. Se movimentaram rapidamente e pararam, um de frente para o outro, como se estivessem se reconhecendo. Nessa hora tive certeza que fazer o bem, fazer aquilo que o seu coração lhe diz, vale muuuito! Fiquei muito, muito feliz! E as senhoras também, agora um faz companhia para o outro. 😛

E esse foi o final, ou o começo, de uma história feliz!

Feliz, feliz, feliz!

Semana passada fui chamada para uma entrevista. A posição e a empresa eram perfeitas, super alinhadas com meu perfil e minhas expectativas!

Fiquei mega ansiosa no dia anterior à entrevista. Putz! Uma entrevista inteira em inglês, era a primeira vez. E quem me conhece sabe que eu não sou (era) a pessoa mais confiante no que se refere a comunicação em inglês. 😕

Mas a entrevista foi surpreendente. Foi ótima! E realmente a posição e empresa tinham tudo a ver comigo. Saí da entrevista muito confiante, revigorada e recompensada! E isso tudo foi pelo simples fato de ter finalmente realizado que minhas fortalezas são muito mais importantes e interessantes que qualquer “falta” de conhecimento de idioma!

Por esse motivo o processo já tinha super valido! 😛

Hoje cedo recebi a ligação da pessoa que me entrevistou. Ela disse que infelizmente não vou continuar no processo, pelo fato de eu não falar Flamengo e Francês (mesmo sendo básico), mas que meu perfil, background e personalidade eram exatamente o que eles estavam procurando.

Aí sim é que fiquei contente. Fui mesmo capaz de me expressar com clareza e demonstrar meus pontos fortes! Eba!

E no final, de forma entusiasmada, ela afirmou que se manteria atenta para outras oportunidades alinhadas ao meu perfil! 😀

Essa era a peça que faltava para o meu quebra-cabeças da confiança… 😛

Je suis très contente!

Hoje fui à Bruxelas por motivos mega burocráticos… Para resolver algumas coisas no Brasil alguns órgãos/instituições não estão aceitando as procurações que deixamos e estão solicitando procuração pública.

Então aproveitei para bater perna pelas bandas de Bruxelas e ainda para ir ao Consulado de Portugal para emitir o meu passaporte e ser definitivamente uma cidadã européia… que chique!

Pois bem, o que me deixou mais feliz, entre tantas experiências diferentes que tive hoje, foi testar o meu francês… Começou quando pedi informação na rua, pois não estava na avenida certa: perguntei em francês e entendi direitinho o que a senhora me explicou… EBA!!!

Depois, fui comer um lanche rápido e pedi tudinho em francês, mas aí a atendente desembestou a falar e não entendi nadinha, mas usei uma das frases mais importantes que aprendemos, e essa é importante de se aprender em qualquer idioma: Vous pouvez parler plus lentement, s’il vous plaît? = Você pode falar mais devagar, por favor?… E não é deu certo? Fiquei orgulhosa da minha habilidade de comunicação… hahahah

Pelo menos perdida e com fome eu já sei que não fico! 😀