Tag Archive | chá

Chá, chá e mais chá!

Se teve uma coisa que fizemos demasiadamente na China foi comer!  Por Deus, quanta variedade de comida, pratos, vegetais, temperos, frutos do mar…. Só tomando muuuuito chá para dar conta, viu?! E se tem outra coisa demasiadamente variada na China é chá!!! 😀

Chá verde, chá branco, chá preto, chá de jasmim, chá de rosas, chá de crisantemos e por aí vai!

Felizmente trouxemos um estoque básico e com o friozinho desses dias já estou providenciando a baixa no estoque. 😛

Ah! A comida na China…

Quando alguns dos colegas do Dú ficaram sabendo que viajaríamos para a China logo vinha o comentário: “Mas como é que você vai fazer para aguentar por 5 semanas a comida chinesa?”

Mesmo o Dú tento voltado super bem impressionado, ouvindo esses comentários repetidamente fiquei um pouquinho apreensiva, mas agora que já estamos na terceira semana nos fartando da comida chinesa posso dizer que não, não temos o menor problema em comer só comida chinesa.

Até fizemos um lanche em um McDonald’s, mas isso foi porque um dos chineses que estão conosco queria e não nós. 🙂

É tanta diversidade que, pelo menos para mim, fica difícil dizer qual é a comida típica na China.

Uma coisa é certa, tudo o que é vegetal e animal é susceptível a virar um belo prato. Eu disse TUDO! E o importante é estar com a cabeça e o paladar abertos a novos sabores, texturas, temperos e por aí vai. Se não, você está lascado!

Os mais variados tidos de cogumelos, cebola, cebolinha, salsão, abobrinha, raiz de flor-de-Lótus (divina) e todas as variações de vegetais que eu não tenho a menor idéia dos nomes em português. Já do mundo animal, bem, tudo o que voa, anda, nada, rasteja tá valendo! 😀 Acho que nunca na minha vida imaginei que eu comeria tanto bichinho estranho. Que Deus me perdoe, mas nos banquetes (isso mesmo: banquetes) que já participamos é difícil, ou melhor, impossível dizer não aos anfitriões e os caras ficam colocando o tempo todo comida no seu prato e ainda ficam te olhando até você experimentar e expressar alguma reação. Imagina o constrangimento! hehehe

Nessa onda, já comemos de tudo. Da minha parte já era esperado, mas da parte do Dú, bem ele tem mais restrições quanto aos monstrinhos comestíveis, mas até ele não está conseguindo escapar de tudo. O mais exótico que ele já comeu foi pepino do mar. hehehe Esse bichinho é feio, viu?! Ahh! Essa é uma dica importantíssima: é melhor não saber que bichinho estão colocando no seu prato. Coma, sem pré-conceito. Depois que você sentiu o sabor e a textura, julgue e só então pergunte o que é que você está comendo. É bem melhor assim!

Mas da minha parte… Já cheguei ao limite de comer alguns insetos que até mesmo nossa colega chinesa não come. Ela diz que eu já sou uma chinesa mais autêntica do que ela, mas que fique bem claro que ela está se referindo à degustação culinária! 😛

Ahh! E os dumplings (Jiaozi em Chinês); não passa um dia sem que nos deliciemos com esses danados, mas deles eu conto com mais detalhe em outro momento.

Achamos a culinária chinesa no geral bastante oleosa o que nos fez aderir rapida e facilmente ao consumo de chá. E dale chá! Agora entendo porque o consumo de chá é tão grande…

E como não tenho domínio dos ingredientes, modo de preparo e nomes das “coisas” que andamos comendo, vejam as fotos! 🙂

Cogumelos com legumes; Peixe com pãezinhos de milho que lembram polenta frita (o Dú adorou esses pãezinhos) e Carne de porco com legumes

Nessa refeição já estávamos mais escaldados e controlamos um pouco a comilança, mas de todo o modo veja só a mesa ao término do jantar

Um dos jantares mais picantes… Todos os pratos estavam MUITO apimentados, menos o primeiro, um peixinho mais que saboroso. O segundo prato é rã, carninha bem saborosa, mas não dei conta da pimenta 😦

Camarões no vapor com bambo e os famosos dumplings

No primeiro jantar fomos à um restaurante coreano e conhecemos o típico churrasco coreano. Tudo estava delicioso.

Um Chá ou uma Flor?

Que delicadeza!

Desde que ganhei do Dú o Chá que vira Flor ou a Flor que vira Chá estava ansiosa por prepará-lo, mas não tinha um recipiente de vidro adequado.

Hoje fui à Spit (uma loja de segunda-mão suuuper legal que tem de um tudo, literalmente tudo, e ainda melhor, é bem baratinha) e achei o que eu queria para preparar o meu chazinho que viraria uma flor. 😀

Esperei o Dú chegar para apreciarmos juntos a transformação. Foi só colocar água quente e em poucos minutos, não mais do que uns 3 minutos, a flor estava lá. Quanta delicadeza!

E o melhor é que uma cápsula rendeu três xícaras de chá e de quebra uma linda flor na água! Amei!


Nada melhor que um chazinho

O que estou fazendo agora, agorinha? Escrevendo esse post, depois de ter preparado meu primeiro chá vindo diretamente da China!

Além de muito saboroso (esse é de Jasmim), é cheiroso e vem em embalagem super fofa!


O que vem na caixinha, depois de ser colocado na água quente, se transforma em uma linda flor. Você ainda pode “guardá-la” em água limpa por umas duas semanas… Como uma peça de decoração. Dá para imaginar?

Interessante como nossas verdades não são, definitivamente, absolutas. Antes a minha visão da China era: produtos de qualidade duvidosa, com baixo preço e abuso de mão-de-obra. Mas agora, depois de conhecer os chineses colegas do Dú, depois de ouvir as impressões que o Dú teve da viagem à China e depois de ver os presentes (típicos chineses) que ele me trouxe, me chama a atenção a capacidade que os chineses têm de retratar com minúcia e delicadeza sua cultura milenar.