Arquivo | Leuven RSS for this section

Leuven… Um caso de amor!

Leuven tem um lugarzinho especial em nossos corações. Também pudera, vivemos tanta coisa de forma tão intensa que se torna impossível não reviver muitas dessas emoções quando pensamos e especialmente quando voltamos para lá.

E é claro que levamos mamaninha para conhecer esse cantinho mágico. Foi um domingo. O dia estava bonito, o vento um pouco frio, mas sem chuva o que já é um grande negócio, diga-se de passagem. 😉

Caminhar pelas ruas do centro, passear pelo Begijnhof, passar em frente a nossa antiga casa, ver os bares e restaurante que costumávamos frequentar com nossos queridos amigos, foi ótimo. E ainda melhor porque então pude mostrar para minha mãe um pouquinho do charme dessa cidade que tanto cativou o nosso coração. 😀

Clique na foto para ampliá-la.
Anúncios

Dois anos!

Há exatamente dois anos atrás nos mudamos para a Bélgica!

Sei que soa como um clichê, mas é difícil acreditar como estes anos passaram rápido… Conhecemos tantas pessoas especiais, visitamos tantos lugares incríveis, experimentamos comidas e bebidas que nem sabíamos que existiam (especialmente na China :P), aprendemos coisas que nunca aprenderíamos no Brasil e, principalmente, passamos a olhar o mundo com outros olhos.

É claro que este caminho também teve seus tropeços: ficar longe da família e amigos, não acompanhar o crescimento do nosso afilhado e sobrinhas, estar longe em momentos difíceis para familiares e amigos, exatamente quando mais gostaríamos de estar perto, re-aprender coisas básicas que não são tão óbvias assim quando se está vivendo em outro país…

Mas não precisamos de uma balança para saber que esta foi uma das melhores decisões das nossas vidas! Sem dúvida faríamos tudo de novo (um pouco mais espertos desta vez ;))!

Também é fantástico saber que esta não é uma história que chegou ao fim: no final deste mês estamos indo para Leuven novamente, em um evento para ex-alunos da Vlerick. Mal podemos esperar para rever alguns grandes amigos – e quanto aos que não poderão ir, é bem provável que nos vejamos novamente em algum outro lugar do mundo. Outras novidades estão a caminho – acompanhem o Cacau com Lúpulo para saber mais 🙂

E só para matar a saudade, algumas das primeiras fotos que tiramos em Leuven, há dois anos atrás!

Comendo com as mãos – Leuven

No post Comendo com as mãos compartilhei com vocês a experiência deliciosa que tivemos ao comer a comida etíope com as mãos. E não apenas pelo fato de comer com as mãos, mas também pela própria culinária. Uma mistura de sabores e aromas deliciosa.

Logo depois dessa noite, passeávamos pelas ruas de Leuven mapeando restaurantes que ainda não havíamos ido e para nossa grata surpresa descobrimos um etíope. E para lá fomos. Para a nossa plena satisfação o House of Lalibela, além de ter um ambiente intimista, o atendimento ser feito por um senhor muito simpático e que me lembra meu querido tio, a comida é tão boa quanto a do Kokob em Bruxelas e ainda tem um preço mais camarada. 🙂

Se viramos fregueses? Certamente!!

Então fica aqui a dica. Quando você estiver pelas bandas de Leuven e com apetite aventureiro não deixe de conhecer o House of Lalibela. E aproveite para comer se lambuzando, lá isso não é falta de compostura. 😀

House of Lalibela
http://www.houseoflalibela.be/
Brusselsestraat 59
3000 Leuven
Telefoon: 016.23.38.80

Aqui os suportes de prato do restaurante que adoro e o super prato com a super “panqueca” sob as delícias etíopes 🙂

Uma Páscoa diferente

Diferente por não estarmos com nossos familiares em uma data tão tradicional e também por conta do ovo de páscoa que ganhei esse ano.

Lembra do post em que mostrei a embalagem com ovos coloridos que são vendidos no supermercado? Tirei a prova. São cozidos mesmo.

Ganhei esse aqui de páscoa. No café-da-manhã de segunda-feira em Colônia, Alemanha. 🙂

E estava bão, viu?! 😛

Dia International das Mulheres

Há um ano atrás, morávamos na Bélgica e nesse mesmo dia, 08 de março, eu estava em minha aula de inglês quando perguntei a minha colega belga de classe:

eu: Que dia é hoje?

ela: Hoje é dia 08 de março.

eu: Eba! Hoje é aniversário do meu irmão!

ela: Ah, é?! E hoje é dia Internacional das mulheres. No Brasil também é?!

eu: (Breve pausa para poder processar!) Se hoje é dia Internacional das Mulheres e o Brasil ainda faz parte desse planeta, sim, É!

ela: (Pôde apenas dar um sorriso amarelo) 😕

*************

Léo,

Feliz aniversário meu irmão!

Que meu abraço apertado possa atravessar os mares e lhe encontrar em paz!

Lhe desejo muita Luz, Desenvolvimento, Crescimento, Maturidade, Alegrias e muito, muito Amor!

Te amo muito!!!!

Beijocas, Neca!

Uma confusão ítalo-argentina

Nossos amigos argentinos gostavam muito de um restaurante italiano e toda vez que combinávamos de jantar juntos a sugestão sempre era: “Vamos ao Gino?” e acabávamos indo ao Gino.

O atendimento é bárbaro, a comida é muito boa, desde as pizzas até os pratos mais sofisticados, o preço é um dos mais camaradas e assim o restaurante do Gino acabou ficando o ponto de encontro oficial da turma.

O restaurante do Gino ficou tão famoso entre toda a turma que todas as vezes que íamos ou só passávamos em frete lá tinha alguém da Vlerick.

O Gino, dono do restaurante, é um italiano muito simpático e fala português, pois namora uma brasileira do Recife. A Mônica também é uma fofa. Tivemos a oportunidade de conhecê-la uma das vezes que ela estava na Bélgica. Esse era mais um motivo para frequentarmos o restaurante.

Todos chegávamos e logo o Gino vinha nos cumprimentar. Um dia, estávamos em uma turma grande, e enquanto jantávamos o Nacho (nosso amigo argentino que influenciou toda a turma a aderir ao restaurante do Gino como point oficial) declara, para comoção geral, que o Gino não era o Gino. Hehehe. Na verdade o nome do Gino é Nunzio. Todos fizemos a maior cara de e a explicação do Nacho para o fato foi: “Eu comecei a chamá-lo de Gino (sem qualquer razão) e o nome pegou”… 😕 … E como o Nunzio nunca o corrigiu, todos o chamavam de Gino e agora o Gino, que é Nunzio, se tornou Gino. Pode?

O fato é: o restaurante do Nunzio se chama Metaponto e fica na Tiensestraat 213. Mas sendo Gino ou Nunzio, o restaurante é ótimo! 😀

O irresistível Arciduca; Nossos amigos Argentinos com o Gino/Nunzio; A pizza de prosciutto crudo; Uma das tantas vezes que nos reunimos no Gino/Nunzio

A melhor sorveteria em Leuven

Logo que chegamos à Leuven e que fiz amizade com as meninas, começamos a desbravar as sorveterias. Tarefa árdua essa, viu?! O gosto por sorvete é um dos pontos em comum que tanto nos uniu. 🙂

Depois de rodar praticamente todas as sorveterias, não nos restou dúvida: a melhor sorveteria é mesmo a t’Galetfe (Tiensestraat quase esquina com a Muntstraat).

É uma loja bem pequena, só com a vitrine com a deliciosa variedade de sorvetes à mostra; ao fundo é possível ver as batedeiras que preparam as delícias geladas. Você pode também experimentar os tradicionais wafles de Liége. Sim, existe muita diferença entre os wafles de Liége e o de Bruxelas. O de Bruxelas é mais seco e para mim parece quase que industrializado. Já o de Liége é deliciosamente perfumado e tem cara e sabor dos quitutes preparados carinhosamente pela avó. Divino!

Mas a minha perdição mesmo eram os sorvetes. Um mais gostoso que o outro. Cremosos, saborosos e naturais. Você sente o verdadeiro sabor do leite, do chocolate, da fruta, do mascarpone, do biscoito… Que água na boca!

Meus sabores preferidos são: Timarisù, Iogurte com frutas vermelhas e Cookie. Mas se você tiver a oportunidade, não se fixe apenas nesses sabores, explore o máximo que você puder. Tenho certeza que você não vai se arrepender.

E o melhor de tudo é quando você é servido pela dona da sorveteria. Uma belga já de meia idade, loura, esbelta e muito, muito simpática, especialmente porque as bolas de sorvete que ela serve são sempre bem caprichadas. 😛

Ah! Mas no inverno, infelizmente, ela fecha. Entre final de novembro até final de fevereiro/início de março sorvete só mesmo na lembrança. 😦

E para não dizerem que estou exagerando, vejam só a fila!!

Os melhores bares de Leuven

Como toda boa cidade estudantil, Leuven tem muitos bares. São tantos que dizem que o Oude Markt é o bar mais comprido da Europa – quase todos os prédios nesta grand place são bares.

Mas poucos tem aquelas comidinhas de boteco tão saborosas quanto não-saudáveis – e os que tem normalmente não oferecem nada de especial. Então você se concentra no que eles realmente tem de bom a oferecer: cerveja, é lógico.

Mas há outro porém: surpreendentemente, a maioria tem uma seleção bem limitada de cervejas. Talvez porque a maior parte dos clientes vai mesmo pedir uma Stella, Hoegaarden, Duvel ou Leffe. Mas alguns tem uma seleção mais bacana e estes são os meus preferidos:

Domus – bem do lado do Grote Markt, aqui há uma certa seleção de comidas. Mas se quiser mais do que uma tábua de frios, estará melhor se for a um dos vários restaurantes próximos. Uma longa lista de cervejas, com explicações (em holandês :)), inclusive das cervejas que eles mesmos produzem. Não deixe de experimentar a Domus Tripel, muito boa!

Blue Cat (Blauew Kater) – este combina boa música – jazz e blues – com boa cerveja. O cardápio diz que eles tem 100 cervejas, mas na realidade nem todas estarão disponíveis porque várias são sazonais. Mas se você quiser explorar cervejas diferentes, às vezes verá o barman indo buscar sua garrafa em alguma geladeira escondida em um cantinho inacessível aos simples mortais 🙂 Experimente a Leuvense Tripel e evite a Bonné Esperancé e a Bornem Tripel, que não tem nada de mais.

STUK Café – este é o bar de um centro cultural que ficava quase em frente ao nosso apartamento. A lista de cervejas não é tão grande, mas o local é espaçoso, muito bacana e aos domingos tem shows ao vivo (uma raridade por aqui). Você não vai se arrepender se pedir uma Sint-Bernardus.

Bar del Sol – este é a exceção da lista, porque tem alguns petiscos realmente apetitosos. Experimente a bruschetta que leva fetta e azeitonas e escolha uma das cervejas da lista que, apesar de pequena, tem algumas das minhas favoritas, como a Rochefort ou a Tripel Karmeliet.

De Metafoor – logo abaixo do Oude Market, onde reinam a Stella, Hoegaarden e Duvel, fica este bar que tem uma seleção muito boa de cervejas. E é o único onde recebi meu copo de cerveja junto de um copinho menor, onde se coloca a cerveja que fica no fundo da garrafa, concentrada em sedimentos (isto acontece com as cervejas não-filtradas, como as trapistas). Diz a lenda que temos que beber esta parte separada e que ela faz bem para a saúde 🙂 Uma boa pedida aqui é a Hopus.


Leuven também tem um Irish Pub, o Thomas Stapleton. É bem divertido e assistimos alguns jogos da copa lá, mas a Guinness deixa um pouco a desejar. E se prepare para sair defumado com o cheiro de cigarro.

E se você se achar realmente preparado, pode tentar percorrer os 6 em uma só noite. Afinal, você iria andar apenas 1,7 Km. Só não se empolgue achando que você está bebendo Brahma ou Skol, porque as cervejas aqui são muito mais fortes 🙂

Quer saber mais sobre a Bélgica?

O texto deste vídeo foi escrito por Marcel Sel, um escritor belga que capturou de forma precisa algumas das coisas que mais surpreendem um expatriado na Bélgica. Infelizmente não encontrei uma versão com legendas em português, mas, na melhor tradição belga, há uma com legendas em francês e holandês. Ao mesmo tempo 😀

Apenas um oi… bem rapidinho!

Tantas coisas aconteceram, e estão acontecendo, nessas últimas semanas que definitivamente não estou conseguindo atualizar o blog na mesma velocidade dos fatos…

Viagens, a “morte” do meu computador (o que deixa as coisas ainda mais complicadas), planejamento das próximas viagens, ajudar um querido amigo que teve seu apartamento “incendiado”, limpar ou tentar limpar as coisas desse querido amigo, recebê-lo em nossa casa, duas festas no mesmo dia, meu primeiro corte de cabelo aqui na Bélgica (meda!), tempo lindo de Sol, mudança de tempo e a chuva volta, etc, etc, etc…

Acabo de checar o statuts de entrega do meu novo laptop… Parece que essa semana vou recebê-lo… Ufa! Já me dá mais esperança… hehehe

Agora tenho que ir… O Dú precisa do computador dele… Acabou meu tempo. 😀