Cacau com Lúpulo – fase II

E aqui estamos nós, iniciando mais um ciclo, descobrindo uma nova cidade, um novo jeito de ser de um povo, um novo idioma… Devo admitir que isso me atrai muito ao mesmo tempo, é claro, que nos dá aquela ansiedade, aquele friozinho na barriga. Próprio do momento que vivemos, a descoberta de um mundo todinho novo. 🙂

Sim, estamos felizes! Sim, estamos ansiosos! Sim, está frio! Sim, a saga das malas está mais tranquila dessa vez, mas ainda é um chatice fazer e desfazer malas. 🙂

Vamos aos fatos:

Chegamos em Eindhoven domingo à noite. Fazia frio, muito frio. Ou nem tanto, mas o fato é que não estávamos mais acostumados e saímos de 30graus em São Paulo para 4 graus em Eindhoven. Acho que a diferença dá um gostinho do que estamos dizendo, ou melhor, sentindo. 🙂

Acomodamos as quatro malas no hotel, que não é lá aquelas coisas, mas… Nos agasalhamos um pouco mais e fomos jantar. Começamos bem! Comida tailandesa + cerveja holandesa (Trapista).

Depois de uma bela noite de sono, segunda foi dia de caminhar pela cidade e começar a descobrí-la. Fazia bastante frio e garoava. A cidade é muito simpática. Assim como seus habitantes. Diferentemente dos belgas, os holandeses parecem mais abertos e de relacionamento mais quente. Te cumprimentam com mais calor, param na rua para te ajudar, sorriem com mais facilidade e apresentam mais disponibilidade no trato. Promissor. 😛

Jantamos em um Chinês. Já não tão legal quanto o restaurante da primeira noite. Coisa que faz parte da descoberta!

Na terça, mais frio e chuva dessa vez. Depois de visitarmos algumas imobiliárias fomos para Leuven, Bélgica, para pegar o diploma do Dú. Viagem chatinha, pois tivemos que trocar três vezes de trem, mas muito tranquila. A Chegada à Leuven me fez uma cócega no coração. Um filme passou pelos meus olhos. As ruas, lojas, bares, cafés, restaurantes, cheiros, pessoas, movimento… Tudo tem muito significado. Essa cidade representa os quase 1 ano e 1/2 de muito aprendizado, descobertas, amizades verdadeiras e profundas, conhecimento, alegrias e tanto o mais que vivemos meses intensos meses por aquelas terras. Não podia deixar de lembrar com muito amor das minhas irmãs queridas, Shereen e Paz! E da pequena Camila, então?! Algumas lágimas chegaram a brotar em meus olhos, mas essas foram lágrimas de felicidades e agradecimento à Deus por ter nos dados a oportunidade de viver e sentir uma amizade como a que vivemos. Obrigada Deus! Muito Obrigada! Não tenho dúvidas do quão agraciada eu sou! Obrigada!

Caminhamos saudosos pelas ruas de Leuven. Comemos um waffle, di-vi-no. Fomos até a universidade e pegamos o diploma. O símbolo oficial dessa fase de nossas vidas. 😀 Voltamos para estação e compramos batatas fritas, as belgas, wow!!! E caminho de volta à Eindhoven. Outro filme passou pela minha cabeça. Que delícia!

Ainda muito frio. Jantamos em um espanhol. Tapas típicos e música espanhola. Até Roberto Carlos cantando em espanhol rolou.

Quarta-feira, mais andança pela cidade conversando com outras imobiliárias e passando frio pelas ruas. Ui que vento gelado é esse, gente!? Quanto tempo vai demorar para nos acostumarmos? A cidade começa a se tornar um pouco conhecida. Andamos de ônibus. Descobrimos lugares novos e começamos a reconhecer outros. Eita coisa boa!

Ficamos o dia todo sem internet no hotel. Por isso: Lú, parabéns querido!!!! Desculpe, mas não conseguimos nos conectar para te ligar. Ficam aqui os nossos desejos de uma vida plena, feliz e de muitas realizações. Te amamos!!!! Dinha e Dinho 😛

Depois de tanto frio durante nossas andanças e uma tosse muito chata que insiste em me acompanhar, jantamos no restaurante do hotel. E depois de tailandês, chinês e espanhol, dessa vez fomos de schnitzel, o prato típico de Viena. E para acompanhar a forte e saborosa Westmalle.

Hoje o dia foi lindo. Céu limpo, sem nuvens, lindamente azul, o Sol iluminando a cidade e com isso um vento ainda mais frio. Mas a beleza do dia compensou o frio. 🙂

Já temos um apartamento para ficarmos até que nossas coisas cheguem e nos mudamos para lá amanhã. Ufa! Vamos fazer supermercado! Eba!

Ah! E para encerrar esse post com chave de ouro, veja só uma das cláusulas do contrato de aluguel:

23. The tenant declares explicitly that he is aware of the fact that trading or growing/fabricating drugs, especially with regards to growing cannabis, in the apartment is strongly prohibited. The tenant declares that he will not participate in such activities.

Sentimos muito, mas aqueles que acharam que poderíamos facilitar algumas coisas… Não contem com isso! 😀

E aqui algumas das poucas fotos que tiramos por enquanto:

É um desbunde aos olhos ver o antigo em perfeito contraste com o moderno. O museu literalmente no canal. A bicicleta jogada no mesmo canal 🙂 As igrejas LINDAS!!!! E muito frio. 😛

schnitzelschnitzel
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: