Archive | fevereiro 2012

Um pouco mais de inverno

Umas duas semanas atrás a neve resolveu aparecer de novo, desta vez em quantidade mais generosa.

neve1

A Fê até conseguiu se divertir fazendo o anjinho que ela tanto queria Smile

neve2

Enquanto isso, a galera aproveitava para patinar no gelo do laguinho congelado do High Tech Campus:

neve3

Mas o inverno definitivamente está indo embora… As temperaturas não estão mais tão baixas e qualquer sinalzinho de neve desaparece logo que chega ao chão. Agora é hora de aguardar a primavera Smile

Os comerciais na Holanda são péssimos

O título já diz tudo; mas como o ditado diz, desgraça pouca é bobagem: os intervalos também duram uma eternidade… Ainda bem que a gente assiste bem pouca televisão Smile

Vamos agora a uma amostra destas obras-primas: [update 19/02/2012] este junta todos os negativos: é de mau gosto, ruim e sem-graça. Incrível que seja veiculado em mais de um país…

Em seguida, este da Mentos:

Todos do Albert Heijn também são bem ruinzinhos. “Congratulations! This is the worst thing we’ve ever seen!” tinha mesmo que fazer parte de um deles…

Não está convencida? Que tal este?

Este vai na linha “holandês bobão”, um tema comum por aqui:

Outro exemplo:

Este, além de estúpido, é de mau gosto:

O que falar deste aqui?

Estes 2 manés são meio que uma dupla sertaneja holandesa que volta e meia nos presenteiam com sua canastrice:

Difícil de entender como alguns foram aprovados:

Depois de tanta porcaria, ainda bem que há algumas exceçõesSmile. Como este da Toyota:

Ou este outro aqui:

Mas os bons exemplos acabam por aí Smile with tongue out

Sala Thai – Eindhoven

Procurando por alternativas de restaurantes na internet o Dú encontrou o Sala Thai que por sinal estava muito bem avaliado. Depois da visita entendemos o porque!

De ambiente mais sofisticado, com grande variedade de pratos no cardápio, cardápio em inglês (o que não é tão fácil de achar), ótimo serviço e preço mais salgado, mas tudo de muito boa qualidade.

De entrada comemos espetinho de frango ao molho de amendoim. O frango praticamente se desmanchava. Divino. Eu comi um salmão ao molho de curry verde e o Dú camarões ao molho Thai, ambos bem picantes. De sobremesa dividimos uma banana empanada com sorvete e leite condensado. Tudo muito bom, mas um pouco mais caro!

Serviço:
Restaurant Sala Thai
Staringstraat, 31 – Eindhoven
Tel: 040 243 4101
http://www.restaurantsalathai.nl
=> Jantar para duas pessoas com bebida = €70,00

Um monastério nas alturas

Montserrat01Montserrat foi a primeira day trip que fizemos na nossa viagem para Barcelona (a segunda, para o Teatro-Museu Dalí, contei aqui).

Este é um monastério fundado no século XI, a 1.200 metros de altura em uma curiosa formação rochosa bem no meio de uma planície (você vê a montanhona rochosa de longe, no caminho para Montserrat). Ele fica a mais ou menos 50 Km de Barcelona, bem mais perto que Figueres e uma viagem tranquila saindo de Barcelona.

Subimos de teleférico – um dos mais íngremes que já pegamos – e logo de cara a vista lá de cima impressiona. O prédio do monastério em si não é tão grande, mas há vários outros edifícios ao redor – museu, hotel, restaurantes – o que dá  a impressão de um complexo maior e prova que este é um destino popular não só para turistas mas também para os catalães.

Montserrat02

Montserrat03

O monastério em si é muito bonito e diferente de outros que já visitamos. Lá dentro, uma das imagens religiosas mais importantes da Espanha: a Virgem de Monstserrat.

Montserrat04Montserrat06 Montserrat05

Montserrat07Como o restaurante era um daqueles buffets fast-food absolutamente sem-graça, resolvemos comprar um queijo de cabra de um dos produtores locais para fazer uma boquinha debaixo de um solzinho gostoso e com uma vista privilegiada. E achamos o queijo tão gostoso que compramos outro para trazer para casa. Agora estamos inventando usos diferentes para nosso queijão Smile

Uma ótima viagem para conhecer um lugar único e escapar um pouco da agitação de Barcelona.

Dicas práticas

  • Viagem tranquila de Barcelona (a partir da estação Plaza d’Espanya) até Montserrat-Aeri (para pegar o teleférico) ou Monistrol de Montserrat (para pegar a cremalheira). Mas tenha em mente que muita gente visita Montserrat, então se acordar meio tarde (como a gente neste dia) se prepare para pegar um trem cheio
  • O restaurante não empolgou. Um lanchinho gostoso ou um queijo, presunto e outras coisinhas para beliscar deve ser mais apetitoso
  • O site de Montserrat é particularmente bom. Dê uma olhada antes de ir

Turks Restaurant EGE – Eindhoven

Esse é um restaurante que tínhamos esquecido. Felizmente foi lembrado e depois de duas tentativas, não sucedidas, fizemos reserva e fomos conferir.

Um restaurante familiar, com poucas mesas (por isso faça reserva se não quiser perder a viagem), grande variedade de pratos, pratos muito saborosos e grandes e com um preço muito camarada.

Já fomos duas vezes e nas duas tudo estava muito bom. Essa é uma excelente opção de restaurante em Eindhoven!

Da primeira vez comi um Kebab com molho picante e iogurte e o Dú cordeiro no molho de mel, castanhas e damascos. Tudo divino. Da segunda vez (sem fotos, sorry!), comi um filé de atum com legumes ao papillote e o Dú foi de Kebab, tudo igualmente divino.

Como se já não bastasse os pratos serem grandes e acompanharem batatas e legumes, também muito bem feitos, ainda servem uma entrada gigante: um pão turco enorme, cogumelos com queijo gratinado, iogurte com ervas, pimentinhas em conserva e azeitonas. Só a entrada já é quase uma refeição! 😀

Serviço:
Turks Restaurant EGE
Rivierstraat, 36 – Eindhoven
Tel: 040 257 3379
=> Jantar para duas pessoas com bebida = €45,00 / € 51,00

Pizza sem massa da Nigella

Essa é uma opção jóia para uma noite preguiçosa e fria.

A receita é da Nigella, prática e saborosa como sempre, mas encontrei através do Technicolor Kitchen. Vocês devem estar se perguntando se estou viciada no blog da Patrícia, já que as poucas últimas receitas aqui postadas vieram de lá. E eu digo, como não se viciar em um blog tão bem feito, com receitas dividas e que sempre dão certo? Mas tem um outro motivo também.

Minhas aulas do mestrado terminaram, mas agora tenho a tese para trabalhar. Esses últimos dias foram de dedicação total a leitura e releitura do material base para a introdução. As primeiras páginas já estão tomando forma e ainda tenho que trabalhar para conseguir acesso às amostras que preciso.

Pois é, minha agenda agora é mais tranquila já que não tenho mais aulas e deadlines muito definidos, mas ainda tenho muito trabalho pela frente e essa parte do mestrado requer muita disciplina. Vamos ver como me saio nessa etapa.

Com todo essa demanda de pesquisa, escrita, contato com ONG’s e so on, eu acabo sem tempo (novamente) para pesquisar sobre receitas. Para fazer minha vida um pouco mais simples recorro aos blogs que gosto e confio e o Technicolor Kitchen é um deles, sem a menor sombra de dúvida.

Aproveitem a receita!

Pizza sem massa da Nigella (adaptado do Technicolor Kitchen)

Ingredientes – massa

  • 1 ovo
  • 2/3 xícara (95g) de farinha de trigo comum
  • sal a gosto
  • pimenta do reino a gosto (opcional)
  • 1 xícara (240ml) de leite integral (usei desnatado)
  • 1/2 xícara de Cheddar ralado

Ingredientes – recheio (use sua criatividade ou o que tiver disponível na geladeira)

  • salame
  • queijo Gouda (old)
  • queijo Gorgonzola

Modo de preparo

  1. Pré-aqueça o forno a 200°C.
  2. Unte com manteiga uma forma refratária de 20 ou 22cm de diâmetro.
  3. Em uma tigela, bata o ovo com a farinha, o sal, a pimenta, e o leite até obter uma massa homogênea, parecida com a massa de panqueca.
  4. Junte o queijo Cheddar e misture.
  5. Despeje na forma e leve ao forno por 30 minutos ou até que as beiradas dourem.
  6. Retire do forno, cubra a massa com o recheio escolhido, no nosso caso foi Gouda, Gorgonzola e salame, e volte ao forno até que os queijos estejam derretidos, 2-3 minutos.
  7. Aprecie com uma boa taça de vinho! 🙂