Uma das cidades mais bonitas da Europa

A Fê e eu estamos beeeeeem atrasados em relação ao que gostaríamos de escrever, mas vamos aos poucos colocar as histórias em dia. Aproveitando umas dicas que mandei para um casal de amigos, este post é sobre uma das cidades mais bonitas que já visitamos – apesar de não ser um destino tão conhecido para muita gente – Praga, na República Tcheca. A Fê já escreveu 2 posts sobre Praga, um falando sobre os restaurantes e outro com algumas dicas práticas. Agora é hora de falar da cidade.

Vou começar pelo Castelo de Praga, que é imperdível. Na verdade é um complexo de edifícios (incluindo museu, cafés e gabinete de governo) com a catedral de São Vito no centro. Vá com tempo, pois além do castelo você deve passar pelo Jardim Real (que está logo ao lado do castelo – mas do outro lado de um tipo de vale, o que oferece uma bela vista do castelo) e pela Rua Nerudova, onde quase todas as casas (hoje lojas e restaurantes) são identificadas apenas por símbolos. Nesta área havia várias lojas de cristais, tão bonitos e (relativamente) baratos que dava vontade de comprar – mas a nossa longa viagem não permitia este luxo 😦 Descendo pela rua Nerudova você vai chegar ao centro de Malá Strana e ali próximo está o palácio Wallenstein, também muito bonito.

Catedral de São Vito, por fora, por dentro e em detalhe; vista do Jardim Real; Belvedere e sua “fonte cantante”; do castelo em direção à Rua Nerudova; Malá Strana; palácio Wallenstein; torre na entrada da ponte Carlos e uma de suas estátuas; uma das ruazinhas do lado da cidade velha; centro da cidade velha, de dia e à noite; relógio na torre da prefeitura; vista do castelo da Ponte Carlos, à noite e máquina de tíquetes do metrô.

Dali você pode pegar a Ponte Carlos, que liga a cidade velha a Malá Strana. Além de muito bonita, oferece boa visão dos dois lados da cidade. Há dezenas de estátuas ao longo de toda a ponte, oferecidas por diferentes famílias, além de “ambulantes” e muitos, muitos turistas. Em algum lugar li que ela é assombrada à noite, mas acho que o tanto de turistas que estão ali a qualquer hora é suficiente para assustar qualquer fantasma 🙂 .

Chegando do outro lado, é muito legal ver a torre que dá acesso à Ponte Carlos e passear pelas ruazinhas próximas.

A praça no centro da cidade velha é uma das mais bonitas que já vimos, inclusive à noite. O relógio na torre da prefeitura é mega interessante e à noite vimos umas animações na mesma torre – muito legal! As ruas ao redor da praça também merecem umas voltas – muitas lojas interessantes, como o ateliê em que compramos uma peça em cerâmica muito bonita (e, de verdade, barata :)).

A sinagoga no bairro judeu é a mais antiga da Europa e fica bem próxima do antigo cemitério judaico. Ambos são pagos (e pelo que lembro não era muito barato) e não achamos o bairro em si tão interessante. Então, a não ser que queira ver os dois, eu sugiro que use seu tempo para ver outras coisas.

O mesmo se aplica para a praça Venceslau, que também não é um dos pontos mais interessantes de Praga (a não ser que esteja interessado no  museu ali localizado). Vale a pena dar uma passada por ali mais por razões históricas – afinal, foi um local central da Revolução de Veludo.

Como eu não podia deixar de falar nisso, na área cervejística não deixe de experimentar a Pilsner Urquell, talvez a melhor pilsen que conheço. Mas não caia na conversa fiada de um rapaz de uma loja bem bacana em que entramos – ele nos disse que a Urquell era a melhor cerveja do mundo, que havia morado na Bélgica e que a melhor cerveja que havia bebido lá era a Kriek. Acho que nunca escrevi nada sobre a Kriek  porque ela é uma porcaria com gosto de fruta que nem merecia ser chamada de cerveja. Kids….

Para terminar, algumas dicas práticas: andamos de metrô e pela cidade tranquilamente. Mas dá pra sentir que é diferente da Europa Ocidental. O metrô funciona bem (mas tem cara de algo construído durante o comunismo), mas as máquinas que vendem tíquetes no metrô são super velhas e só aceitam moedas. Se estiver de carro, lembre de procurar um hotel com estacionamento. Onde nos hospedamos havia um aviso de que eles tinham certeza de que seu carro seria roubado se não estivesse no estacionamento do hotel 😦

Mas deixando isto de lado, Praga é muito bonita e merece uma visita. Tenho certeza de que não se arrependerão! E ainda poderão juntar-se a nós e dizer que Paris é overrated 😉

Anúncios

Tags:, , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: