Archive | abril 2011

O teste do forno – parte “?”

Agora tudo é desculpa para usarmos o “trio” (microondas/forno-convecção/grill). A bola da vez foi um brownie.

Conheci essa versão com uma colega de trabalho. Ela fez em um happy hour em sua casa e ficou uma delícia. Peguei a receita e a repliquei algumas vezes no Brasil. Me lembrava de ser forte, encorpado, como deve ser um brownie e o resultado aqui não foi nada diferente.

Brownie da Hacker

  • 200g chocolate ½ amargo
  • 1 xícara de açúcar
  • 2 ovos
  • ½ xícara de farinha de trigo
  • 3 gotas de baunilha
  • 100g manteiga

Modo de fazer:

Derreta o chocolate com a manteiga em banho-maria. Bata os ovos com o açúcar até obter uma massa clara. Adicione o chocolate derretido com a manteiga e misture até incorporar bem. Adicione a farinha (peneirada, please) e vá mexendo devagar e por último adicione as gotas de baunilha. Derrame a massa em uma forma untada com manteiga e farinha e leve ao forno médio pré-aquecido. Deixe assar até que se forme a casquinha em cima do Brownie e delicie-se com esta maravilha!

Update: As castanhas ficam por sua conta. Já fiz com castanhas-do-Pará (que a-do-ro), com amendoas e dessa vez com nozes. 🙂

Uma Páscoa diferente

Diferente por não estarmos com nossos familiares em uma data tão tradicional e também por conta do ovo de páscoa que ganhei esse ano.

Lembra do post em que mostrei a embalagem com ovos coloridos que são vendidos no supermercado? Tirei a prova. São cozidos mesmo.

Ganhei esse aqui de páscoa. No café-da-manhã de segunda-feira em Colônia, Alemanha. 🙂

E estava bão, viu?! 😛

Flores – Semana III

Aqui estão elas. Lindas, vibrantes, delicadas, perfeitas e tranquilizantes! Segundo mamãe. 🙂

Logo cedo quando levanto e vou para sala dou de cara com essa belezura se banhando ao Sol da manhã. É ou não é para se sentir abençoada logo cedo?! 😀

Amanhã é dia de trocá-las. Vamos ver qual será a cor da semana.

Ovos coloridos

Se você acha que ovos coloridos são encontrados apenas nos botecos mais tradicionais no Brasil, surpreenda-se, assim como eu, com o que achei nas prateleiras do Albert Heijn (a maior rede de supermercados da Holanda):

E se não estou enganada esses são cozidos também! 😀

Brinquedos… Eba!

Quando você estiver de mudança de país principalmente, pois muitas coisas muito corriqueiras deixam de o ser, preste atenção aos detalhes. Eles sim são importantes!

Dessa vez nós trouxemos nossas coisas do Brasil, móveis, louças, utensílios… Tudo o que tínhamos. Como já sabíamos que normalmente uma casa/apartamento já vem com cozinha completa e o espaço dedicado a fogão, geladeira e máquina de lavar são infinitamente menores do que estamos acostumados no Brasil, resolvemos vender os eletrodomésticos também por conta da voltagem. Na Europa tudo é 220v.

Mas… Resolvemos trazer o aspirador de pó e a batedeira. “Ah! É só comprar um transformador e a parada está resolvida!” Ledo engano. À não ser que tivéssemos comprado o transformador no Brasil e garantido que teríamos um aqui. Corri a cidade em busca de lojas de materiais de construção, de equipamentos elétricos e o escambau. E nada! Todos nos diziam que era mais barato comprar novamente os equipamentos.

Nosso primo está a caminho e pensamos em pedir para ele trazer um transformadorzinho 220v-110v 3000w, mas acho que não seria muito agradável ter um trambolho pesado como esse durante toda uma viagem, não é?! 😛

Finalmente resolvemos nosso enrosco, mesmo porque mudar, abrir caixas, montar móveis sem um santo de um aspirador de pó é um parto, viu?! Quarta à noite nos decidimos e fizemos o pedido e hoje às 10h00 recebi meus novos moradores de braços muuuito abertos e sorriso escancarado no rosto. 🙂

Sabe do que vou brincar agora? De aspirar a casa!!!! Vou poder abrir meus tapetes! 😀

Pegou a mensagem, né? Se estiver de mudança para o exterior, não marque bobeira: ou venda todos os seus equipamentos eletro/eletrônicos ou garanta que você terá os adaptadores/transformadores necessários para não ter que comprá-los novamente e ainda ter que armazenar o antigo, em perfeito estado, mas que não pode ser usado. 😦

E bem, para aqueles que ainda não sabem, não preciso nem dizer onde é mesmo que o Dú trabalha, né?!

Almocinho Santo

Depois de muito esforço em dois dias de trabalho braçal montando um guarda roupas de 3 metros queríamos muito uma comidinha reconfortante e uma boa cerveja para relaxar, ou pelo menos, tentar.

Era domingo e tínhamos quase nada na geladeira e no armário, acabáramos de nos mudar! Eis que localizo massa de macarrão integral, cebola, azeitona verde, uma lata de atum, shoyu e azeite. Eba! Essa é uma pasta que elaboramos juntos, Dú e eu, há muitos anos atrás e que a-do-ro.

Pasta ao atum

Ingredientes

  • 250gr de macarrão da sua preferência
  • 1 cebola grande picada em cubos grandes
  • 1 lata de atum (na água, no óleo nunca)
  • Azeitonas (normalmente eu usaria uma boa chilena, mas por aqui eu não achei)
  • Shoyu
  • Azeite
  • Queijo duro de sua preferência ralado grosso

Modo de preparo

Coloque a massa para cozinhar em água abundante com sal conforme orientação do fabricante. Em uma frigideira grande doure os cubos de cebola no azeite, acrescente o atum e deixe por uns dois minutos, regue (de acordo com a sua preferência) com shoyu (eu gosto bem forte, mas não exagere ou será sal puro), misture até incorporar todos os ingredientes e por último adicione as azeitonas picadas.

Incorpore a massa cozida al dente e finalize com uma bela regada de azeite. Sirva imediatamente com lascas do queijo duro de sua preferência. 🙂

Ficamos felizinhos com esse almoço tarde e reconfortante de domingo!

Flores – Semana II

Mandei as fotos da baderna dos primeiros dias da nossa nova casa para os nossos pais e quando finalmente consegui conexão comentava com minha mãe como é bom ter flores na casa nova. Ela logo me orientou que as primeiras deveriam mesmo ser branca = paz, na segunda semana deveriam ser vermelhas = paixão/energia e na terceira lilás = equilíbrio. 😀

E sabem qual foi o comentário do Dú? “Eu quero é saber da cor do dinheiro.” Hahahaha

Vizinhos fofos

Dia desses estava eu andando pelas ruas ao redor do nosso antigo apartamento aqui em Eindhoven e vejam só quem é que eu encontro:

Não são muito fofos? Dá vontade de ter um. 🙂

Quando disse isso para o Dú ele logo replicou: “É só você conseguir pegar. hahaha”

Sem graça. 😦

De casa nova e energias renovadas

Esses últimos dias não têm sido lá muito fáceis. Muito trabalho físico e braçal. Abre caixa, carrega caixa, esvazia caixa, limpa, tira o monte de pó que se acumula com toda essa mexeção, recebe armário, monta armário, limpa armário… Ufa! É trabalho que não acaba mais. Mas uma coisa é certa: É a nossa casa e já está ficando com a nossa cara.

Dá um conforto tremendo estar em casa, não dá? E depois de tanto tempo é essa a sensação que temos: Estamos em casa! 🙂

Para comemorar queria fazer um brownie, mas não achei bicarbonato de sódio. Então, decidi fazer um bolo, já que estou na fase de testar o nosso micro-ondas/forno-convecção/grill.

Aqui na Holanda, assim como na Bélgica, não é muito comum você encontrar casas/apartamentos com forno convencional. E essa era uma preocupação minha já que a-do-ro um bom forno. Quando finalmente conseguimos decidir por que apto alugar, minha única ressalva era a ausência de forno, mas não dá para ter tudo da vida, né?!

Nossa cozinha veio equipada com esse micro-ondas/forno-convecção/grill o qual veio com um singelo livro de receitas. Decidi testar algumas delas antes de estar convencida que esse “trio” não daria conta das minhas necessidades. Essa semana preparei peixe, batatas com salmão, couve-flor gratina e queria testar o brownie, já que os resultados, à medida que entendo o seu funcionamento, estão melhorando a cada prato.

Sem bicarbonato de sódio, vamos de bolo. Como tinha deliciosas tangerinas na gelatina decidi por um bolo de tangerina com cobertura de chocolate meio-amargo.

A base da receita foi da Márcia Zoladz. Fiz metade da receita e uma cobertura diferente da dela.

Bolo de Tangerina com cobetura de chocolate meio-amargo

Ingredientes

  • 2 ovos
  • 3/4 xícara de açúcar (usei demerara)
  • ½ xícara de suco de tangerina
  • 1 xícara de farinha de trigo
  • 1 colher de chá de fermento em pó

Modo de preparo

Bata as gemas até ficar um creme claro. Adicione o açúcar e bata até se transformar em uma gemada bem cremosa. Adicione o suco da tangerina, a farinha e o fermento e mexa bem até incorporar todos os ingredientes. Por fim adicione delicadamente as claras em neve em duas etapas, para garantir o efeito fofo que elas podem proporcionar.

Leve ao forno pré-aquecido em fôrma de 23 cm em 170C por pouco menos de 40 minutos. Lembre-se que usei o forno do trio, então fique de olho no seu bolo. Cada forno tem uma regulagem e o tempo de cocção pode ser bem diferente de forno para forno. Quando ele estiver moreninho e passar no teste do palito ele está pronto.

Para a cobertura derreti em banho-maria 150gr de chocolate meio-amargo belga (desculpa, tá?!) e incorporei 100ml de creme de leite fresco. Quando o bolo estava frio, o desenformei, fiz furos usando espetinho de madeira de churrasco, cobri com o chocolate e lambi a colher. 😀

P.S.1: Depois desses testes estou praticamente convencida que este “trio” é bão mesmo! E fico duplamente contente por não ter que gastar dinheiro comprando um forno elétrico e não terei nenhum trambolho a mais na minha cozinha. 😛

P.S.2: O bolo ficou bem fofinho e com sabor suave de tangerina. A quantidade de cobertura poderia ter sido menor, pois o sabor do chocolate acabou predominando, mas não me atrevo a reclamar. 🙂 Quando tiver novamente um liquidificador repetirei a receita, mas incorporando uma tangerina batida com casca e sem sementes. Deve acentuar mais o seu sabor.

P.S.3: Esse é praticamente o primeiro bolo que faço. O Dú não é muito fã de bolo e na minha família a boleira é a Michelle, que tem mãos abençoadas para bolo. Sempre ficam altos, fofos, lindos e gostosos. Fiquei feliz com o resultado!

Olha ele aí! Primeiro ainda sem a cobertura perdição. Depois já com a bendita! 🙂

Home-sweet-home

No meio da maior baderna, aqui estão elas, lindas, frescas, energizadas e energizantes. Estas são as primeiras flores de nosso novo lar. Uma oferta para nosso querido anjo da guarda. 😀