Eu sei. Eu sei.

Cheguei ao banco onde havíamos aberto conta há poucos dias. Tinha que fazer um depósito em dinheiro. O cartão estava ainda bloqueado, dessa forma, não tinha a senha e, até esse momento, a conta estava apenas em nome do Dú por motivos meramente burocráticos.

Um senhor sorridente me falou bom dia em holandês e falou mais alguma coisa que obviamente não pude compreender.

eu: Bom dia! Me desculpe, mas ainda não falo holandês!

Senhor sorridente: Não tem problemas. Em que posso ajudá-la?

eu: Preciso fazer um depósito em dinheiro. Onde é o caixa?

Senhor sorridente: (– silêncio — ele contraindo a boca — silêncio –) É na sua conta?

eu: Não. É na conta do meu marido.

Senhor sorridente: (– silêncio — ele ainda contraindo a boca — silêncio –) A senhora tem o cartão e a senha da conta do seu marido?

eu: Não. Tenho comigo apenas o cartão, o qual ainda não está ativado. Dessa foma não tenho a senha.

Senhor sorridente: (– silêncio — mais boca contraída — silêncio –)

eu pensando: Ai Meu Deus, mas que diabos está havendo?

Senhor sorridente: Se a senhora tivesse o cartão e a senha a senhora poderia utilizar o caixa automático. Da mesma forma que saca, deposita dinheiro. Mas fazendo o depósito no caixa, a senhora vai pagar 15 euros. (– e a boca se contrai novamente –)

eu: (– agora com cara de ué –) Deixa eu ver se entendi. Com cartão e senha saco e deposito no caixa automático sem custo. Já no caixa tenho que pagar uma taxa de 15 euros?

Dessa vez, ele é quem fazia cara de ué e acenava com a cabeça que sim.

eu: Mas são 15 euros ou 15 centavos de euro? (– ainda fazendo cara de ué –)

Senhor sorridente: Não, não. São 15 euros, mesmo. ( — silêncio –) Eu sei. Eu sei.

eu: Mas isso não faz o menor sentido.

Senhor sorridente: Eu sei. Eu sei.

Então entendi a boca contraída, a cara de ué e o “Eu sei. Eu sei.”

eu: Bem, muito obrigada pela informação. Mas acho que eu volto outro dia com o cartão e a senha. (– sorrindo –)

Senhor sorridente: (– Sorrindo –) É melhor. Um bom dia para você!

eu: Igualmente.

😕

Photo from here
Anúncios

Tags:,

About Fernanda Relvas

Esposa, filha, irmã, tia, amiga, psicóloga, amante de tudo o que provoca questionamento, que promova o desenvolvimento e o crescimento. Curiosa, emburrada, crítica, teimosa, mas boa amiga e companheira!

2 responses to “Eu sei. Eu sei.”

  1. Lorena says :

    I know, I know. Hihihihhih

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: