Bate coração

Meu coração estava apertado, apertadinho mesmo. Por dois motivos muito importantes: minha amada mãe e meu amado marido.

Minha mãe havia se submetido à uma cirurgia que deveria ser simples, mas que infelizmente trouxe uma certa complicação e muito desconforto, fazendo com que ela fosse internada. E eu aqui, sabendo que as coisas não estavam lá muito bem, minha irmã sobrecarregada e ainda se esforçando em me dar notícias de forma mais suave, sem me alarmar. Mas o nosso coração é muito mais astuto que as palavras, e claramente eu sabia que as coisas não estavam muito bem.

Meu segundo motivo de apreensão era a distância do meu amado marido. Mesmo sabendo que ele estava bem e vivendo experiências mais que interessantes na China a distância e o vazio no peito que ela traz são muito angustiantes.

De toda forma esses são momentos que me fazem agradecer à Deus, por todas as bençãos em forma de pessoas que recebi e ainda estou recebo em minha vida! E ainda me fazem reconhecer que qualquer dificuldade apresentada, não necessariamente é um problema, pode ser, e na grande maioria das vezes é, uma grande oportunidade para nosso aprendizado, reflexão e etc.

Na volta de China o vôo do Dú chegaria em Paris, dessa forma, combinamos de aproveitar para nos encontramos lá e conhecer a cidade Luz. Tenho que admitir que vontade eu não tinha, mas seria uma boa oportunidade para ele e para mim relaxarmos e aproveitarmos alguns dias em uma rotina e local diferentes.

Na madrugada do sábado me encontrei com o Thomas, marido da Yanan uma colega de turma do Dú, e partimos rumo à Paris. Uma viagem de três horas, bem tranquila e significativa. Nas palavras do Thomas: “Fizemos uma viagem estimulante. Foi tranquila e ainda tivemos o Sol como companhia, que iluminava delicadamente a estrada que nos levaria ao encontro dos nossos amados”. Romântico, não?! 😛

E assim foi. Às 8h30 estávamos no aeroporto de Paris esperando para encontrá-los. Que abraço delicioso e apaziguante! Indescritível a sensação, dessa vez gostosa, do coração apertado e palpitando sensivelmente, a ponto de verdadeiramente sentí-lo pulsando dentro do peito alegre e entusiasmado. 😛

Do aeroporto, passamos no hotel para deixarmos as malas e saímos em busca de um café, porque, afinal de contas merecíamos um café da manhã francês em um café tipicamente francês. 😉

Nos sentamos ao Sol, desfrutamos um café com leite, um belo suco de laranja natural e um croissant invejavelmente delicioso além da doce companhia dos nossos queridos e amados esposo para mim e esposa para o Thomas. 😛

E para encher ainda mais nossos corações de alegria, essa era a paisagem em frente ao café:

Meu coração estava apertado, apertadinho mesmo. Por dois motivos muito importantes: minha amada mãe e meu amado marido.

Minha mãe havia se submetido à uma cirurgia que deveria ser simples, mas que infelizmente trouxe uma certa complicação e muito desconforto, fazendo com que ela fosse interna. E eu aqui, sabendo que as coisas não estavam lá muito bem, minha irmã sobrecarregada e ainda se esforçando em me dar notícias de forma mais suave, sem me alarmar. Mas o nosso coração é muito mais astuto que as palavras, e claramento eu sabia que as coisas não estavam muito bem.

Meu segundo motivo de apreensão era a distância do meu amado marido. Mesmo sabendo que ele estava bem e vivendo experiências mais que interessantes na China a distância e o vazio no peito que ela traz são muito angustiantes.

De toda forma esses são momentos que me fazem agradecer à Deus, por todas as bençãos em forma de pessoas que recebi e ainda estou recebo em minha vida! E ainda me fazem reconhecer que qualquer dificuldade apresentada, não necessariamente é um problema, pode ser, e na grande maioria das vezes é, uma grande oportunidade para nosso aprendizado, reflexão e etc.

Na volta de China o vôo do Dú chegaria em Paris, dessa forma, combinamos de aproveitar para nos encontramos lá e conhecer a cidade Luz. Tenho que admitir que vontade eu não tinha, mas seria uma boa oportunidade para ele e para mim relaxarmos e aproveitarmos alguns dias em uma rotina e local diferentes.

Na madrugada do sábado me encontrei com o Thomas, marido da Yanan uma colega de turma do Dú, e partimos rumo à Paris. Uma viagem de três horas, bem tranquila e significativa. Nas palavras do Thomas: “Fizemos uma viagem estimulante. Foi tranquila e ainda tivemos o Sol como companhia, que iluminada delicadamente a estrada que nos levaria ao encontro dos nossos amados”. Romântico, não?! 😛

E assim foi. Às 8h30 estávamos no aeroporto de Paris esperando para encontrá-los. Que abraço delicioso e apasiguante! Indescritível a sensação, dessa vez gostosa,  do coração apertado e palpitando sensivelmente, a ponto de verdadeiramente sentí-lo pulsando dentro do peito alegre e entusiasmado. 😛

Do aeroporto, passamos no hotel para deixarmos as malas e saímos em busca de um café, porque, afinal de contas merecíamos um café da manhã francês em um café tipicamente francês. 😉

Nos sentamos ao Sol, desfrutamos um café com leite, um belo suco de laranja natural e um croissant invejavelmente delicioso além da doce companhia dos nossos queridos e amados esposo para mim e esposa para o Thomas. 😛

Anúncios

Tags:, , , , , , ,

About Fernanda Relvas

Esposa, filha, irmã, tia, amiga, psicóloga, amante de tudo o que provoca questionamento, que promova o desenvolvimento e o crescimento. Curiosa, emburrada, crítica, teimosa, mas boa amiga e companheira!

One response to “Bate coração”

  1. Gabi Butcher says :

    Fe vcs tiveram uma super sorte, não??? Edu chegou antes destes bloqueios?
    Bom ter notícias suas e espero que sua mãe esteja melhor. Adorei te ver outro dia no Skype!
    Beijo aos 2!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: