E a saga começa!

(o que aconteceu em 18.08.2009)…

Chegamos bem, o vôo foi longo e cansativo, mas tudo correu muito bem. O chato foi ficar 3 horas em Munich esperando para fazermos a conexão… depois mais 1h30 de vôo e… chegamos. O aeroporto é gigantesco, andamos muuuito até pegarmos as malas e aí começou a saga… putz elas estão muuito pesadas! Pegamos as malas e como dois patos descemos as escadas rolantes (eu quase fui atropelada por elas, mas tudo bem) e chegamos para comprar os tickets do trem… cronometricamente compramos os tickets às 11h08 e o trem saiu às 11h17, foi o máximo! 15 minutinhos de trem e chegamos à Leuven… Nem deu para descansar e a saga das malas recomeça: tira correndo as malas do trem, sobe de elevador, cruza as plataformas, desce de elevador e vamos até o táxi…. aí pronto, o taxista ajudou com as malas, que alívio!Untitled1

Chegamos ao hotel (como aquelas casas antigas com quartos arrumados para receber turistas) a coisa mais aconchegante, amei! Mas… a saga não teve fim 😉 Nos deparamos com dois lances de escadas para chegarmos ao nosso quarto… é, dois lances de escadas, mas o pior é que são escadas beeem estreitas. Foi horrível, o Edu e o Andres (o rapaz que cuida da casa, um equatoriano super gente boa) no final estavam pingando.

Bem, depois tomamos uma ducha, ligamos para minha mãe e os pais do Edu (7h30 da matina no Brasil) para dizer que estávamos bem. Aqui já era 12h30, então saímos para almoçar. A cidade é a coisa mais linda, super histórica e muito bem conservada. Simplesmente maravilhosa. Todos estão nas ruas, passeando, andando de bicicleta, tomando uma cervejinha, um sorvetinho, é coisa de filme mesmo, sabe? Está um calor inacreditável. Comemos uma coisinha, andamos um pouco mais, compramos um cartão de celular e aí… Baixou o cansaço, quase não consegui chegar no hotel… Nossa foi uma coisa de louco, quando chegamos tirei a roupa e me estirei na cama. Que delícia, dormi das 16h até umas 20h. Mas o mais mágico foi que ao acordar o Sol estava por aqui ainda. Quando saímos às 22h para jantar, o Sol já tinha ido, mas o céu ainda tinha uma faixa azul claro. Dá para acreditar?

É isso aí! Agora é mais de meia noite, acabamos de jantar e estamos caçando os pijamas, tentando não bagunçar a mala 😉

Amanhã vamos começar a procurar a nossa casa!

Sabe o que esquecemos de colocar na mala? Um sabonete! 😉 coisa de principiante!

Anúncios

Tags:, ,

About Fernanda Relvas

Esposa, filha, irmã, tia, amiga, psicóloga, amante de tudo o que provoca questionamento, que promova o desenvolvimento e o crescimento. Curiosa, emburrada, crítica, teimosa, mas boa amiga e companheira!

3 responses to “E a saga começa!”

  1. Lorena says :

    Mes amies,

    Entendo bem essa situação. O estranho bem-mal estar de chegar em um lugar desconhecido, por mais lindo e animado que possa ser é um bolo na garganta e um frio no coração que só quem passa, sabe como é.

    A experiência das malas então… residências estreitas, com pé-direito baixo, SEM ELEVADOR, escadarias dando voltas em caracol ou então… com infinitos lances…. Essas sensações orgânicas ficam marcadas por toda a vida.

    Me lembro ainda das minhas sensações e, justamente, a experiência com essas escadas…. há 25 anos atrás, estão frescas na memória.

    Há coisas que são impossíveis de contar. A gente relê o escreve e pensa: “ainda tá faltando coisa”… Por isso é bacana que vocês dois estejam juntos, não há o que explicar…só curtir e compartilhar.

    O nome dado ao blog é a própria Bélgica: chocolates com cerveja. Mas, se me permite, acrescento algo da minha percepção que, obviamente, não é universal.

    Os Belgas são simpáticos, bonachões, simples…Sorriso fácil e bom trato. Ótimo café. Boa comida.

    Não posso fingir… há uma ponta de inveja em mim, Inveja, que eu tento pela confissão, transformar em desejo para que vocês aproveitem tudo o que for possível.

    Um beijo enorme desde São Paulo gelado, encoberto e úmido.

    • Fernanda Relvas says :

      Olá Lorena!!!!
      Adorei ler seu comentário! Como é bom sentir cumplicidade nesses momentos!
      Tudo pode ser muito divertido, mas também as diferenças culturais e de dinâmica, também podem ser um grande dificultador. Estamos trabalhando bem com essas diferenças, pelo menos até o momento e estamos nos divertindo muito.
      Super beijoca e muito, muito obrigada pelo carinho de sempre.

  2. Andrew Pieries says :

    E aí gringos,

    Um salve dos manos!! Com relação à nova residência, eu ia sugerir um lugar perto do centro, mas considerando que ficar longe é impossível, então desencana. Sempre que possível façam caipirinhas. Isso começa a selecionar naturalmente quem são os melhores vizinhos.

    Podem rolar umas receitas belgas nesse blog.

    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: