Primeira colheita do ano

Elas são ou não são as coisinhas mais lindas?!😀

Image

Muito orgulho da minha pimenteira!🙂

Domingo preguiçoso combina com panqueca

E aqui vai a receita de uma panqueca para o café-da-manhã de um domingo preguiçoso!

Image

Panquecas com gotas de chocolate amargo

Receita adaptada daqui 

Ingredientes

  • 100 g de farinha de trigo
  • 1/2 colher de chá de fermento e uma pitadinha a mais*
  • 1/8 colher de chá de bicarbonato de sódio*
  • 2 colher de sopa de açúcar de confeiteiro
  • Uma pitada de sal
  • 1 ovo médio batido
  • 150 ml de leite
  • 1 colher de chá de manteiga derretida
  • ~70 g de gotas de chocolate amargo

Modo de preparo

  1. Peneire os ingredientes secos e misture bem. Em uma outra tigela bata o ovo com o leite. Faça um furo nos ingredientes secos e adicione a mistura de leite. Vá mexendo em movimentos circulares de modo a misturar o leite aos secos. Quando obtiver uma mistura bem homogênea adicione a manteiga e misture novamente.
  2. Aqueça uma frigideira anti-aderente untada com um pouquinho de óleo e manteiga em fogo médio. Quando quente, faça as panquecas uma a uma. Eu usei uma colher de sorvete como medida e adicionei as gotas de chocolates na própria colher de sorvete para que as gotas ficassem igualmente distribuídas entre as panquecas. Cozinhe por 2-3 minutos de cada lado ou até que a panqueca fique dourada. Repita a mesma operação até terminar com a massa de panqueca e unte novamente a frigideira quando achar necessário.
  3. Sirva imediatamente com uma xícara de café com leite e comece bem o seu domingo!😛

Nos rendeu 6 panquecas!

* A receite pede por farinha com fermento. Como eu não tinha adicionei uma pitada a mais de fermento em pó (além da 1/2 colher de chá) e o bicarbonato de sódio. Caso você esteja usando a farinha com fermento adicione apenas a 1/2 colher de chá de fermento e ignore o bicarbonato.

O risoto sobrou. E agora?

Tem coisa mais legal do que a sensação de aproveitar, seja lá o que for, até a última gota? Eu adoro essa sensação. Seja quando estamos com a pessoa amada. Com a família querida. Com um amigo-irmão. Quando estamos saboreando aquele prato gostoso. Quando aproveitamos aquele Sol quentinho e energizante. E a lista é sem fim.

O post de hoje vai bem nessa linha. Não gosto muito de sobrinhas de comida. Não me atrai a ideia de requentar comida. Mas me agrada menos ainda a ideia de jogar comida fora. Por isso procuro sempre fazer porções certas. Essa habilidade, de acertar no tamanho da porção para nós dois, eu levei um certo tempo à adquirir. Hoje já é mais natural. Mas teve dias que a sobra era vergonhosa e teve dias que passamos fome. Tivemos de apelar por um cereal com leite ou um pãozinho com Nutella antes de ir dormir.🙂

Um prato que eu tinha horror das sobras era o risoto. Prestou atenção? Tinha. Passado. Hoje eu faço propositalmente o dobro do que vamos comer. Tenho que confessar que gosto mais da sobra do que do risoto cremoso quando acaba de ser feito. Louca, eu?! O segredo está em transformar aquela papa de risoto frio em algo divino, crocante e cremoso!

Image 815_cr

Aprendi essa “técnica” há alguns anos e tentei feito louca achar o vídeo para colocar a referência aqui para vocês. Não achei. Mas a história é a seguinte: Os italianos, espertos que são, também não gostam de jogar comida fora e com o resto do risoto eles preparam os populares arancinis. Bolinhos de arroz recheado, empanado e frito. No vídeo um chef brasileiro adaptou essa ideia e concebeu um prato. Se eu achar esse vídeo atualizo aqui para vocês!

Vamos ao modus operandi: Coloque a sobra do seu risoto em uma vasilha quadrada com tampa e compacte bem o risoto. Leve à geladeira para preparo na próxima refeição. Com a ajuda de uma espátula de silicone (pão-duro) retire a massa compacta da vasilha e corte em fatias de aproximadamente 1 centímetro. Com essas fatias você vai preparar “sanduíches”. Eu adoro rechear com fatias grossas (~0,5 cm) de queijo Camembert. Depois é só grelhar em frigideira de fundo pesado com azeite e manteiga, em fogo médio, até obter uma crosta dourada linda e o queijo escorrer e grelhar ao lado. Divino!😛

Não tem uma boa receita de risoto? Veja aqui uma das minhas receitas favoritas! Ultimamente tenho adicionado raspas de 1/2 limão siciliano à essa receita! Lindo!

Um bolo ou um projeto?

Esse não é um bolo simples de fazer e esse não foi um post simples de escrever!😐

Eu tenho um tendência de complicar demais as coisas. De escolher sempre o mais difícil, o mais desafiador. Não acho que esse seja um defeito meu. Pelo contrário. Acho que com isso eu atinjo resultados mais interessantes. Faço o melhor que posso. Descubro que tenho mais habilidades e competências que eu mesma pensava ter. Mas nem tudo são flores na vida. Às vezes essa tendência faz com que eu paralise. Deixe de fazer coisas. Deixe de experimentar. Deixe de agir. E mesmo o que parece muito simples se torna complicado na minha cabeça um pouco complicada!🙂

Tudo isso para dizer que escolhi fazer essa receita nada simples como uma prova para mim mesma. Uma prova de que posso me arriscar. Posso fazer o simples e o complicado. Que tudo na vida tem o seu lado bom e ruim. E que só depende de nós mesmos escolher em que vamos colocar nossa atenção. No bom ou no ruim?

Uma camada não saiu do jeito que eu queria. Nessa hora quase desisti. Me perguntei: Por que você sempre escolhe o mais difícil? Me reprogramei e segui. E o resultado? Bem, dois resultados muito interessantes. Primeiro: Um bolo delicioso. Úmido, saboroso e muito aromático. O que me rendeu muitos elogios. Segundo: Uma amostra vívida de como é o meu funcionamento psicológico quando não estou no meu melhor. Cobrança, rigidez e auto-crítica. Opa, opa! Minha escolha é a de ver o lado bom. Dessa forma, escolho ver coragem, adaptação e amor.

Foi com muito amor que me aventurei na cozinha para preparar esse bolo de aniversário para uma pessoa que está se tornando família!

BlackForest

Bolo Floresta Negra

Receita completa aqui.

Ops! A receita é grande e cheia de passos. Fiquei com preguiça de traduzir. Mas vejam o lado bom. Um delicioso motivo para você praticar o seu inglês!😀

O poder do orégano e o sabor de uma doce amizade

Meu presente de aniversário desse ano foi ultra especial. Passamos uma semana na Jordânia, com nossos mais que amigos Shereen e Raed. Os conhecemos na Bélgica. Raed foi colega de classe do MBA do Dú. Durante nossa estada na Bélgica as esposas, especialmente Shereen, Pachi e eu, nos conhecemos, alimentamos uma linda amizade que hoje consideramos como laço de sangue. Somos irmãs.

Com esse pano de fundo já dá para imaginar o quão especial foi passar 7 dias na Jordânia. Conhecer lugares incríveis, daqueles que só vimos em filmes ou em documentários na National Geographic e comer bem, muito bem. Como se não bastasse estarmos juntos, os lugares são maravilhosos, transpiram história e muita energia e a comida, bem essa é covardia. O frescor dos ingredientes, a variedade dos temperos, o valor que a comida tem na cultura, tudo isso faz com que uma viagem à Jordânia seja ainda mais rica, pois trata-se de uma viagem gastronômica também.

Um lugar muito especial para se visitar (e costumo buscar um desses em todas as viagens que fazemos) são as lojas de temperos. Qual não foi a minha alegria ao adentrar em uma e ver tantas coisas familiares tal como o tremoço. Item quase que indispensável nas reuniões familiares lá de casa. Mas minha alegria não terminou por aí. As novidades são infindas. Aromas e sabores desconhecidos, mas intrigantes.

Image

Mas o tempero da vez é o orégano. Não, não desanime e não pense: “Orégano?! Vai dizer que essa louca não conhecia orégano?!”. Depois da Jordânia e Turquia hoje posso afirmar que esse tempero tão corriqueiro em nossas cozinhas, de corriqueiro não tem nada. Em minha memória esse era um tempero bom, ok, regular, nada de muito especial, mas os que conheci nesses dois países são muito diferentes. Inclusive entre eles.

Image

Franguinho cheio de amor

Dia desses em um dos nossos churrascos arrisquei temperar o frango como o frango divino que comemos na casa de nossos amigos. Não se trata de uma receita. É muito mais um modus operandi. Isso porque você vai usar os mesmo ingredientes, mas as quantidades vão variar de acordo com a preferência de sua família. No meu caso a quantidade de alho é quase que exagerada.😛

Vamos lá! Para 6 asinhas de frango amassei 1/2 cabeça de alho grande, 1/4 de copo do orégano comprado na Jordânia, sal, pimenta do reino e azeite. Com as mãos massageie as asinhas para que os temperos cubram todas. Reserve na geladeira. Quanto mais tempo ficar marinando mais os sabores estarão desenvolvidos. E voilá. É só colocar na churrasqueira e sujar os dedos chupando os ossinhos!😀

Sis, I know you are going to translate this post. And I want to make sure you get this message as clear as possible! That is why I am writing in English. I feel blessed by having you in my life. I am grateful for our friendship. Pachi and you are more than friends. You know that. Your are my chosen sisters. I love you with all my heart! ♥ ♥ ♥

Espetinhos de frango grego para amenizar o calor

Coisas muito interessantes (e saborosas) têm saído da nossa cozinha… Pena que não estava chegando ao blog. Mas sem chorar o leite derramado, vamos mesmo ao que interessa.

Pelas bandas de cá o calor tem sido intenso e quando não fazemos churrasco aos finais de semana precisamos de algo mais fresco e que não demande muito tempo no fogão… Já basta o calorzão lá de fora, né?!

Essa receita foi uma ótima pedida para um domingo super quente e os espetinhos que sobraram viraram um almoço rápido, refrescante e saboroso na segunda.

Image

Espetinhos de frango grego com pão-folha e molho tzatziki

Receita adaptada daqui

Ingredientes

Marinada

  • 1 colher de sopa de azeite de oliva
  • 1 colher de sopa de alecrim fresco, picado
  • 2 dentes de alho, picados
  • casca de 1/2 limão siciliano
  • 2 peitos de frango (~400gr), em cubos

Pão-folha de iogurte (fiz 1/2 receita)*

  • 1 copo de iogurte grego
  • 2 1/2 copos de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de ervas frescas, picadas
  • Óleo e manteiga para untar
Molho tzatziki (fiz 1/2 receita para cada refeição)
  • ½ pepino, ralado
  • 1 copo de iogurte grego
  • 1 dente de alho, amassado
  • casca de ½ limão siciliano
  • suco de ½ limão siciliano
Salada de tomate (fiz 1/2 receita para cada refeição)
  • 400g mini tomates misto, cortado ao meio
  • 1 colher de sopa de salsinha picada grosseiramente
  • suco de ½ limão siciliano

Modo de preparo

  1. Em um recipiente pequeno adicione o azeite de oliva, o alecrim, o alho e a raspa da casca do limão com uma pitada de sal e pimenta. Adicione o frango cortado em cubos e misture muito bem. Cubra e deixe na geladeira para marinar por pelo menos 15 minutos.
  2. Coloque os cubos de frango no espetinho. Dependendo do tamanho de sua frigideira, corte os espetinho ao meio como eu fiz para que acomodem bem e grelhe por 5 minutos de cada lado. Retire da frigideira e cubra com papel alumínio até a hora de servir.
  3. Para o pão-folha, em um recipiente adicione o iogurte, a farinha, as ervas e 1/2 colher de chá de sal. Sove a massa até obter uma consistência lisa e elástica. Cubra com filme plástico e deixe descansar por 15 minutos.
  4. Divida a massa em 12 pedaços (se fizer a receita inteira ou em 6 pedaços se fizer apenas a metade). Forme pequenas bolas e abra o pão com o rolo em uma superfície levemente enfarinhada até que a massa esteja bem fininha, quase translúcida. Faça uma pilha com as massas já abertas com pano de prato ou papel vegetal entre elas.
  5. Aqueça uma frigideira grande. Quando estiver quente unte com um pouquinho de azeite ou manteiga e coloque um pão-folha. Grelhe por 2 minutos ou até que o pão esteja assado e com as bolhas começando a queimar. Vire e asse por mais 1 minuto.  Unte novamente a frigideira a cada pão que for grelhar.
  6. Para o molho tzatziki, deixe o pepino ralado com sal sobre papel toalha em uma peneira. Depois de 15 minutos esprema o excesso de água do pepino. Adicione o pepino em uma tigela com o iogurte e o alho, raspas e suco do limão siciliano. Adicione pimenta.
  7. Em uma tigela pequena, adicione os tomates cortados ao meio, a salsinha picada e o suco de limão. Tempere com sal e pimenta à gosto.
  8. Sirva os espetinhos, pão-folha, molho tzatziki e salada de tomate em uma tábua grande e rege com azeite de oliva.

* Comemos 4 pães-folha e as duas bolinhas que sobraram embrulhei muito bem em filme plástico e deixei na geladeira para abrir e assar no dia seguinte. Ficou tão bom tanto os feitos no dia.

Weekly Photo Challenge: Forward

It’s been some time since the last update, but here’s a new entry – I do feel this photo is an invite to move forward and explore what’s ahead.Image

Weekly Photo Challenge: Illumination

GLOW is a “forum of light & architecture” organized every year in Eindhoven, The Netherlands. This is probably a less obvious pick for this post, but still an interesting installation, which projected different faces in the same (kind of) 3D white board.

GLOW é um “fórum de luz & arquitetura” organizado todo ano em Eindhoven, Holanda. Esta é uma escolha não tão óbvia para este post, mas uma instalação interessante, que projetava rostos diferentes no mesmo quadro branco 3D.

glow2012

Weekly Photo Challenge: Reflections

Weekly Photo Challenge: Reflections

Outside walls of Forbidden City, reflected in water.

Weekly Photo Challenge: Renewal

Stellenbosch, South Africa.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 32 outros seguidores